TI Servidores da Amazon falham e ficam 36h offline

Servidores da Amazon falham e ficam 36h offline
Os sites que utilizam o serviço de hospedagem e de computação em núvem da Amazon voltaram ao ar após a pane que afetou os servidores da empresa durante o fim de semana prolongado.Entre as cerca de 70 grandes empresas que mantêm suas bases na Amazon e que foram atigindidas pela falha estão o Foursquare, New York Times, Reddit, Quora, Instagr.am, entre outros.

De acordo com o paínel do Amazon Web Services, todos os serviços operam normalmente nesta segunda, porém, nem todos os dados dos clientes foram restaurados. A empresa afirmou que trabalha para resolver casos individuais.

Considerado o Titanic dos serviços em nuvem, com uma série de backups alinhados em fila, os servidores da Amazon estão distribuídos em cinco bases físicas diferentes, localizadas no Estado da Virgínia, na Carolina do Norte, na Irlanda, em Tóquio e em Cingapura. Segundo a empresa, esse sistema garante uma permanência do serviço no ar 99,95% do tempo. No período de um ano, em média, os serviços da Amazon falham 4,4 horas. Nessa última pane, alguns sites ficaram do ar por até 36 horas. As falhas começaram na quinta-feira.

Serviços como o Reddit e o Quora, após voltarem ao ar, ficaram disponíveis apenas em modo de leitura, sem permitir a postagem de novos conteúdos pelos usuários.

Em nota, a Amazon informou que somente vai se pronunciar sobre o problema após apurar as causas da pane.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/ti/servidores-da-amazon-falham-e-ficam-36h-offline-25042011-6.shl

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s