Firefox 5 é um tiro no pé

https://i2.wp.com/www.agenciars.com.br/blog/wp-content/uploads/2011/06/firefox_05.jpg

 

Alguns entusiastas podem até gostar de instalar uma nova versão a cada três meses, mas para empresas a situação não é nada agradável.

O Firefox 5 chegou conforme era esperado e, ainda por cima, na data marcada – o que significa o fim da linha para seu antecessor. O ciclo ágil de desenvolvimento do navegador e a estratégia de liberar uma nova versão a cada três meses, no entanto, pode fazer com que apenas usuários fiéis mantenham-no como browser principal.

O lançamento do novo software pegou muitos internautas de surpresa, já que seu antecessor – que, agora, deixa de ser suportado – foi liberado em março. Na perspectiva da Fundação Mozilla, responsável pelo programa, o mais seguro é atualizar o Firefox tão logo o update seja oferecido. O mesmo deverá ser dito em agosto, quando a sexto modelo estrear.

Você, por exemplo, estava aguardando a correção para a vulnerabilidade presente no padrão WebGL? Saiba que ela já está pronta, mas, para incorporá-la, será necessário atualizar seu navegador para o Firefox 5.

Para a maioria dos usuários, a mudança mal será notada. A nova versão está mais para 4.1 do que para 5, já que não inclui recursos inovadores, apenas correções que tornarão o browser, segundo a Mozilla, mais rápido, leve e estável. De 5, só o número. O Intenet Explorer, por outro lado, mantém a antiga estratégia, ou seja, o update aparece via Windows Update, é instalado junto a outros patchs de segurança, e a vida e o número seguem os mesmos.

Para empresas e organizações, no entanto, a história é diferente. A sobrevivência do IE6 representa o receio que diversos departamentos de TI têm na hora de atualizar os softwares que utilizam. Muitos podem ter acabado de concluir a migração para o Firefox 4 para descobrir, pouco depois, que ele já está obsoleto. Será que Mozilla pensa que as companhias desconsiderarão o esforço e correrão para instalar o Firefox 5? Mesmo sabendo que em dois meses terão de refazer todo o procedimento, por conta do lançamento de mais uma versão?

“Um dos motivos para eu não adotar o Chrome é a velocidade com que novos modelos são lançados. É difícil ajudar clientes quando eles têm, cada um, diferentes versões do software. A web não muda drasticamente a cada dois meses para justificar tal postura”, disse o internauta AgentF – na PC World americana – logo após a conclusão desse artigo.

A Mozilla pode estar dando um tiro no pé. Continuará atraindo os mesmos usuários que já utilizam seu navegador. A fatia do Firefox 5 aumentará e a do Firefox 4 cairá. Até o lançamento do Firefox 6, quando a situação se repetirá. Os internautas que instalaram o update anterior, baixarão o novo enquanto que muitos se manterão firmes com modelos “defasados”, lançados no começo deste ano.

Uma grande parcela de internautas – principalmente as companhias – por outro lado, se afastarão do Firefox. Não verão vantagem em utilizar um browser “diferente” a cada dois meses. O comprometimento desse grupo não chega próximo do comprometimento dos fieis ao software da raposa.

 

fonte:http://idgnow.uol.com.br/internet/2011/06/22/firefox-5-e-um-tiro-no-pe/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s