Cresce uso do social commerce no Brasil

 

 

Ganhar dinheiro com vendas promovidas por meio de redes sociais, como Facebook, Twitter, YouTube e blogs. Depois da febre das compras coletivas, essa é a tendência em ascensão no marketing digital, uma prática que já tem nome: social commerce.

A ideia é mobilizar os usuários de redes sociais para espalhar ofertas de produtos e serviços por meio da recomendação a seus contatos e amigos.

Quando uma pessoa indica no Twitter um restaurante que acabou de conhecer ou curte no Facebook a página de uma roupa que ela gostou, ela torna-se um agente do social commerce.

O termo surgiu do cruzamento dos conceitos de “social mídia” e “e-commerce” e foi apresentado pela primeira vez pelo Yahoo!, ainda em 2005, muito antes da explosão do Facebook. “É a criação de espaços online onde os usuários podem colaborar, receber anúncios de pessoas confiáveis, encontrar bons produtos e serviços e, então, comprá-los”, dizia o artigo publicado pelo Yahoo!.

Apesar das múltiplas possibilidades oferecidas pelas diferentes redes sociais, o Facebook é a que tem se mostrado mais eficaz para os negócios – o chamado f-commerce -, devido à possibilidade de compartilhamento de conteúdo automático feito por seus usuários.

Empolgado com o formato, o empresário Gabriel Borges lançou em maio deste ano a Like Store, solução para implantação de lojas dentro das páginas da rede social. “A vantagem do ambiente social é contar com a força do usuário para promover sua oferta. A pessoa vê um produto e curte. A publicação aparece no mural dela, uma outra pessoa o recebe, visita a loja, e assim consecutivamente”, explica ele.

Por cada operação, a Like Store cobra 2% de comissão. Outros 5,9% vão para a empresa que fornece a solução de pagamento digital. A expectativa de Borges é realizar 150 mil transações, a um valor médio de 120 reais cada, e movimentar 18 milhões de reais durante o primeiro ano da empresa.No momento, cerca de 100 empresas trabalham no desenvolvimento de suas “f-lojas” junto a LikeStore.

Em busca de inovação, o site de compras coletivas especializado na venda de hotéis e pousadas, Hotel Urbano, já criou sua loja dentro da rede social criada por Mark Zuckerberg.

“Três dias após descobrirmos a possibilidade de instalar uma loja dentro de nossa página, nós já estávamos com ela operando”, diz a diretora de marketing da empresa, Roberta Oliveira. A empresa não revela quantas vendas já realizou pelo sistema, mas afirma que o retorno tem sido satisfatório.

“O formato é atrativo, pois nos permite escolher quais ofertas exibiremos em nossa primeira página, além de trazer inovação para o setor da hotelaria. A mídia espontânea gerada pelos próprios clientes também faz toda a diferença”, completa.

O modelo também é uma alternativa para micro e pequenos empresários. Sem possuir uma loja física, a artista plástica Thaís Arcângelo procurava por um canal onde pudesse expor suas peças de porcelana, almofadas e roupas customizadas. Foi quando decidiu criar uma página no Facebook para sua marca, a Astronave de Papel. Hoje, a rede social é o seu principal canal de vendas.

“As vendas estão começando a acontecer agora, mas a repercussão da página é o que mais impressiona. Há um mês, ela tinha menos de 100 seguidores. Fiz uma campanha pra chegar ao centésimo e sortear alguns brindes. Agora, já alcançamos mais de 200. O mais interessante é que o número extrapola minha rede de amizade”, diz ela, que ainda utiliza um site especializado em abrigar lojas de artesanato online para efetuar as transações.

Para o diretor da Social Agency, empresa do grupo E.Life focada na elaboração de ações e gestão de presença de marcas, Guilherme Rios, o segredo do formato é o boca a boca digital.

“O social commerce é mais do que apenas criar uma loja no Facebook. O consumidor sempre quis saber se o carro que o amigo comprou é bom. Se ele recomenda a revista que está lendo. O desafio agora é envolver as pessoas em torno de um produto a fim de atrair novos clientes”, finaliza ele.

Fonte:http://info.abril.com.br/noticias/extras/saiba-como-lucrar-com-o-social-commerce-03082011-25.shl?2

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s