Censo da Internet gera primeiro mapa completo da rede mundial

Censo da Internet gera primeiro mapa completo da rede mundial

Está pronto o primeiro censo da Internet depois que a rede mundial transformou o mundo. Foram 62 dias de pesquisas e 3 bilhões de pings, em uma varredura que abrangeu os mais de 2,8 milhões de endereços atualmente alocados na rede mundial. O último censo havia sido feito em 1982, quando a Internet contava com apenas 385 servidores.

Ping global

“Um censo da Internet é exatamente isto: foi enviado um comando para cada endereço único alocado em toda a Internet,” explica o pesquisador John Heidemannn, da Universidade Southern California, nos Estados Unidos.

O comando a que se refere o pesquisador é o ping, um pequeno programa existente em virtualmente todos os computadores, e cuja única tarefa é enviar uma espécie de “Olá” para outro computador e esperar a resposta. Tecnicamente esse “Olá” é um pacote de solicitação de resposta chamado ICMP – Internet Control Message Protocol.

A maioria dos comandos ping – 61% deles – não obteve resposta. Uma quantidade significativa do restante deu respostas como “Não perturbe” ou “Nenhuma informação disponível.” Esse comportamento pode ser programado pelos administradores de rede em seus firewalls e roteadores.

Mapa numérico

Ainda assim, os cientistas conseguiram compilar o mais completo atlas da Internet já feito até hoje, compilando inclusive as “respostas negativas”. Em resolução total, cada pixel do mapa representa 162 endereços IP individuais.

Embora o mapa mostre áreas geográficas, ele não é um mapa geográfico. Trata-se de um mapa numérico, construído sobre a estrutura matemática do sistema de endereços da Internet.

Endereços IP

Cada endereço, atribuído a cada servidor da Internet, é um número entre 0 e 2 elevado à 32ª potência – o que resulta em 4.294.967.295 possibilidades – escritos em uma notação característica de quatro números de base 10 separados por pontos – o já conhecido endereço IP. Cada um dos quatro números representa um segmento de 8 bits do endereço completo.

Esses endereços aparecem no mapa como uma rede de quadrados, cada quadrado representando todos os endereços começando com o mesmo número. O mapa foi organizado em ordem numérica crescente mas em um padrão circular, chamado curva de Hilbert. Com isto os endereços adjacentes são mantidos fisicamente próximos uns aos outros no quadro, permitindo que se faça um zoom perfeito, mostrando cada vez mais detalhes.

Mapa da Internet

Cada pixel da imagem do mapa representa as respostas médias de 65.536 endereços, codificados em um sistema de cores – se todas as respostas tiverem sido positivas o pixel é verde verde, se todas foram negativas o pixel é vermelho, com o amarelo representando iguais níveis de resposta e não-resposta e uma variada gradação para os dados intermediários.

Os pesquisadores também imprimiram uma versão do mapa da Internet no qual cada pixel representa um endereço individual. A uma resolução de 1.200 DPI, o mapa resultante é um quadrado cujos lados medem 2,75 metros.

Os cientistas agora querem construir um mapa dinâmico, que seja atualizado continuamente. Eles esperam com isso ter uma ferramenta incomparável para o monitoramento e a detecção de tendências no crescimento da rede mundial.

Fonte:http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=010150071010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s