Criado disco óptico que armazena dados em cinco dimensões

Criado disco óptico que armazena dados em cinco dimensões

Aquele aparelho Blu-ray último modelo que você acaba de adquirir sofre de uma deficiência tecnológica congênita: ele só entende dados em duas dimensões. As diversas camadas dos discos ópticos atuais simulam a terceira dimensão, mas ainda assim, parece pouco para o ritmo tecnológico e para o futurismo quase doentio dos engenheiros.

Os discos holográficos dão um passo à frente: eles gravam em três dimensões. Em 2005 foi um lançado um disco desse tipo no mercado, mas ele não obteve o apoio da indústria e ainda não conseguiu fazer sucesso (veja Disco holográfico revolucionário chega ao mercado).

Disco de cinco dimensões

Mas talvez a história possa ser diferente com uma criação ainda mais futurística, obra de pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Swinburne, na Austrália.

Eles adicionaram nada menos do que duas dimensões ao armazenamento de dados, criando um disco óptico que guarda informações em cinco dimensões. Os pesquisadores utilizaram nanopartículas de ouro para aumentar exponencialmente a quantidade de dados que podem ser gravados em um disco, sem precisar aumentar o seu tamanho.

Os primeiros testes demonstraram uma capacidade de armazenamento de 1,6 Terabytes de dados, a mesma do disco holográfico lançado em 2005. Mas os cientistas afirmam que, teoricamente, a técnica poderá chegar a uma capacidade 2.000 vezes maior do que a capacidade dos DVDs atuais. Ou seja, um único disco poderia ser capaz de conter até 2.000 filmes.

Cor e polarização

Além das três dimensões tradicionais, os pesquisadores adicionaram uma dimensão espectral – ou de cor – e uma dimensão de polarização da luz. O resultado é a possibilidade de gravar várias informações na mesma área do disco.

Para criar a “dimensão da cor”, os cientistas inseriram nanopartículas de ouro em formato de bastão sobre a superfície do disco. Como é o formato das nanopartículas que determina como elas reagem com a luz, os dados podem ser gravados em diversos comprimentos de onda – diversas cores – na mesma área física do disco. Os discos atuais usam apenas uma cor.

A criação da quinta dimensão – a dimensão da polarização – foi possível porque as ondas de luz que incidem sobre o disco fazem os nanobastões de ouro alinharem-se pela ação do campo elétrico contido no feixe de luz, permitindo que os dados sejam gravados em diferentes camadas, a diferentes ângulos.

“A polarização pode ser rotacionada 360 graus, explica o pesquisador James Chon. “Assim, por exemplo, nós podemos gravar numa polarização de zero grau. Então, em cima dessa camada, nós podemos gravar outra camada de informação com uma polarização de 90 graus, sem que as duas interfiram uma com a outra.”

Desafios técnicos a vencer

Ainda há desafios técnicos a vencer. O maior deles é a velocidade de gravação, que é extremamente lenta. Os pesquisadores afirmam que esperam ter um protótipo funcional dentro de 5 a 10 anos.

Nessa corrida para o armazenamento do futuro, há candidatos mais adiantados – veja, por exemplo, Antena óptica permitirá DVDs com até 3 terabytes de dados, Disco óptico 3D poderá chegar a 1 Terabyte de dados e Novo disco óptico armazena um Terabyte de dados.

Enquanto espera, talvez seja melhor você cuidar com carinho do seu aparelho Blu-ray, porque ele certamente será útil ainda por alguns anos

Fonte:http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=disco-optico-armazena-dados-em-cinco-dimensoes&id=010150090522

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s